quarta-feira, 18 de março de 2009

Brasil e Malásia à escuta! Brazil and Malaysia listening!

Latitude: 60.12 South
Longitude: 44.24 West
















Antárctica é um paraíso no nosso planeta: é voltar às origens do mundo, onde tudo é lindo e faz-nos sentir uns autênticos privilegiados de estarmos aqui. Hoje em dia a importância da Antárctica vai muito além da sua beleza. Muita da ciência realizada aqui tem implicações em todo o planeta no seu todo, como é o caso obvio dos efeitos das alterações climáticas e do degelo.
Portugal, Brazil e Malásia foram 3 dos países com maior projecção ao nível de promoção da ciência e educação polar durante o Ano Polar Internacional, dando um exemplo de como é possível transmitir o que os cientistas nos dizem para todos...crianças, adolescentes, adultos, estudantes, barbeiros, médicos, surfistas, politicos, jornalistas... e no futuro a todos os habitantes do mundo! Durante as numerosas reuniões ao nível internacional com alguns dos representantes do Brazil (Miriam Almeida) e Malásia (Khadijah Abdul Rahman-Sinclair), nomeadamente em Estrasburgo, Stavanger, St. Petersburgo e Genebra, foi possível reunir uma equipa forte interessada em mostrar a importância das regiões polares para países não polares, ou seja, países que não tenham uma ligação forte às regiões polares cientificamente. Como maioritariamente os países do mundo são não polares, criou-se ligações a várias organizações mundiais, como as Nações Unidas, para evidenciar várias perspectivas do Árctico e da Antárctica, quer cientifica quer educacionalmente.

(I, Miriam Almeida & Dave Carlson, Director of the International Polar Year Office during one of the numerous meetings we had in the last 3 years)
Hoje e Sexta-feira, a Prof. Miriam Almeida vai entrar em contacto comigo directamente do Brazil. Será uma entrevista para a Rádio Claretiana FM (Brazil), onde estarão vários estudantes seus e escuteiros que levantarão questões associadas à ciência polar. Na Sexta-feira será uma conversa com estudantes do Colégio Púrissimo de Coração de Maria (Brazil). Eu estarei algures no Antárctica, no Mar de Scotia, na Península Antárctica.
Também na Sexta-feira, haverá outra entrevista mas para Malásia, que será orientada pela representante da Malásia, Prof. Khadijah Abdul Rahman-Sinclair.
O grande objectivo destas entrevistas é mostrar exemplos de ciência polar, mostrar a importância das regiões polares para o planeta e mostrar que todos nós temos um papel importante na preservação do meio ambiente.











(Khadijah, Louise Hoffman - USA & I in Strasbourg during the Education and Outreach working group of the International Polar Year)
(As I promised to Khadijah and Malaysian friends in Norway, here is the flag of Malaysia in Antarctica...Thank you so much for having such privilige of bringing it over)
Antarctica is a true paradise in our planet Earth: is like returning to our origins, when everything is pristine, pure and beautiful, where all the animals are our friends and make us feel privileged to be here. But today Antarctica, and the polar regions, is far more than that: most of the science carried out here has repercusions on the planet as a whole, as the example of climate change studies and the sea level rising. Portugal, Brazil and Malaysia were 3 of the countries recognized to be most active during the International Polar Year, both in terms of the science and education and outreach. These countries gave an example to the world on how is possible to communicate to the general public what scientists have been trying to tell us...but in an easy and accessible way. During the numerous international meetings with representatives from Brazil (Prof. Miriam Almeida) and Malaysia (Khadijah Abdul Rahman-Sinclair), namely in Strasbourg, Stavanger, St. Petersburg and Geneva, it was possible to build a strong team interested in showing the importance of the polar regions in non polar countries. As the majority of the countries in the world are non polar countries, connections with world organizations were established, including the United Nations, to emphasize the various perspectives of the Arctic and of the Antarctic, both educational and scientifically. Today and Friday, I will be interviewed from Antarctica to radio stations and educational organizations from Brazil and Malaysia, with Prof. Miriam Almeida and Prof. Khadijah Abdul Rahman-Sinclair, respectively. The main objective of these interviews is to provide examples of the science carried out in Antarctica, its importance in an Earth perspective and show how each one of us has a role to play in the preservation of our planet.

10 comentários:

Fatima disse...

José Xavier bom dia.
Com as novas tecnologias, fazem-se entrevistas a partir de todo o lado.
Esta talvez seja a parte boa da ciência.

Jose Xavier disse...

Obrigado Fátima!!!!

Beijinhos

José

Lygia Maria Couceiro Braga disse...

Olá José,

Isto está magnífico.
Deus queira que continuemos a ter notícias diárias como até aqui.
É fantástico como a comunicação se faz em tempo real e o impulso que tem dado em áreas que nos escapavam atá há pouco tempo atrás.
Confesso que desde o início do Ano Polar tenho aprendido imensas coisas com as suas viagens.
Na minha área, Físico-Químicas, tem sido extremamente importante e enriquecedor. Tornou-se muito mais fácil e emocionante abordar certos temas que só podia documentar com pesquisas e muito estudo.
Agora, com estes Diários de Bordo, é muito mais fácil estar a par e comentar.
Bem haja!
Faço votos para que as comunicações programadas corram 5 estrelas.
Bjs,

Lygia

Miriam disse...

Querido José,
Muito obrigada pela entrevista!
Meus profundos gradecimentos também `a British Antarctic Survey, que permitiu sua comunicação conosco.
É incrível o que se consegue com o avanço da tecnologia... falar com você, direto da Antártica, `a bordo do RRS James Clark Ross. Fantástico!
É uma honra participar ao seu lado do Ano Polar Internacional!
E é uma honra para nós, brasileiros, juntarmos nossas vozes `as de nossos irmãos portugueses nessa luta pela preservação de nosso planeta e para desacelerar o processo de aquecimento global.
E é lindo ver tantos jovens de todas as partes do mundo se preocupando com o futuro de todas as espécies.
Agradeço também `a Claretiana FM por se juntar a nós nessa empreitada. Sem dúvida é um acréscimo importantíssimo!
É também com muita alegria que lhe conto do entusiasmo do Grupo Escoteiro Santa Cruz, representados no estúdio pelos escoteiros Natasha Belchior e Rodrigo Arena, ao se juntar a nós.
Fiquei muito feliz também pelo entusiasmo de Murylo César e Matheus Bíscaro em participar da entrevista, representando a juventude da cidade de Rio Claro.
Enfim, faz-me mais do que feliz ver essa onda crescer cada vez mais nesse imenso Brasil!
Um grande beijo!
Miriam H. Almeida

Jose Xavier disse...

Olá Miriam

O prazer foi todo meu!!!!

Até Sexta-feira

José

evometra disse...

É claro que não se lembra de mim, mas eu ainda o recordo. Fiz-lhe dois "esquimós" em tamanho real e estava lá no dia em que visitou o Colégio Islâmico.
Fiquei junto dos alunos e ainda sei como é pegar num pinguim, tal como exempleficou.
Fui três anos colega da Lygia e professora no CIP, agora estou no Algarve a trabalhar, águas bem mais quente do que essas por onde navega.
Quero dizer-lhe que acompanhaei com a Lygia o percurso do ano anterior e que este ano vou acompanhar directamente esta nova aventura.
Desde já aqui fica o meu desejo para que tudo corra bem, realizem um excelente trabalho, com alegria, satisfação e motivação, a mesma que têm demonstrado nomeadamente o Xavier que pelos vistos não sabe parar, ainda bem, assim podemos acompanhar esta maravilha com as fotos e diários que tão agradávelmente vai partilhando.
Até breve.

Lygia Maria Couceiro Braga disse...

Olá Evometra,

Finalmente embarcas na viagem ao país dos sonhos.
Espero que este seja mais um ponto de encontro no nosso dia-a-dia.
Sê bem vinda e vai fazendo os teus comentários.
Bjs,

Lygia

Joaquim Martinho disse...

ola José Xavier. eu com todo o gosto tenho para lhe dizer que espero que tenho um enorme sucesso com este projecto. tenho também de lhe dizer que sou um aluno de uma escola em Palmela onde já la foi: Colégio islâmico de Palmela, lembra-se!!!!

Jose Xavier disse...

Olá Lygia, Evometra e Joaquim

Claro que me lembro do Colégio Islâmico de Palmela! E ainda tenho fotos dos 2 esquimos. Adorei a vossa escola e o excelente ambiente escolar que se vive lá. Estão de parabéns!!!!

Espero que esta minha viagem veja também a vossa viagem. Por favor, tenham toda a liberdade para levantar questões e algo mais que desejam saber sobre a expedição...


Será um verdadeiro prazer ajudar!!!

Saudades a partir da Antárctica

José

Lygia Maria Couceiro Braga disse...

Olá José,

Espero que tudo esteja a correr bem e as águas estejam calmas.
Apraz-me registar o aparecimento de comentários dos meus alunos e colegas no seu Diário de Bordo.
Parece que finalmente não serei a única a comentar as notícias que nos chegam da Antártica.
Força Joaquim. Espero que seja para continuar.
Bjs,

Lygia