quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Retroceder no tempo| Go back in time

A escrever a partir de Signy Island (Antárctica)
Writing from Signy Island (Antarctic)













(Base cientifica Britanica em Signy Island | Signy Island Research Station of the British Antarctic Survery, Natural Environment Research Council)


Foi como um sonho. Apareceu sem perceber, ocupou todos os meus momentos por horas e desapareceu tal como surgiu. Signy Island é assim...um sonho. E como já estou a escrever a partir do RRS James Clark Ross, o navio oceanográfico da British Antarctic
Survey, já a caminho das Ilhas Falklands, após 3 dias “a correr” em Signy Island, parece inglório.













(Gelo a quebrar-se| Climate change in action!)

Signy Island fica nas Orcadas do Sul, junto ao continente Antárctida e fica a 3 dias de navio a sul de Bird Island. Ter ido a Signy Island é como ir a Bird Island em Julho ou Agosto. Retrocedes no tempo. Em Signy Island ainda está tudo coberto de neve espessa, vê-se uns poucos elefantes marinhos curiosos e algumasotárias do Antárctico. O único som vibrante que causa uma alegre impressão é o som dos pombos Cape (também chamados Cape Petrels) que fazem uma autêntica festa na colónia mesmo ao lado da base, nuns rochedos enormes. Como analogia, Bird Island é agora como o calor de Agosto do nosso Verão enquanto Signy ainda está com o calor de Maio. Bird Island transborda de vida agora, com animais por todo o lado, mesmo sendo uma epoca um pouco estranha cientificamente.










(Dizer adeus!| Saying goodbye)

Antes de chegar a Signy Island, repara-se no tom cinzento do céu que me faz lembr

ar a cor nostálgica de o primeiro dia de cada ano quando acordamos um pouco mais cansados do que o normal. As Orcadas do Sul evidenciam força nas suas montanhas com neve que sobrevivem à milhares de anos contra este clima violento, e muitos icebergues, alguns deles já de um tamanho apreciável. O navio abrandou a velocidade em caso de haver um icebergue mais disfarçado que nos possa causar transtorno. No dia seguinte foi acordar às 7 da manhã para tratar de ajudar a abrir a base cientifica de Signy, onde se faz muitos estudos de pinguins (Adélie e chinstrap) e também de lagos e de vegetação.










(Elefante marinho em Signy Island| Elephant seal at Signy Island)

Os 2 dias seguintes foi tratar de pôr os geradores de energia a funcionar, deslocar montes de neve para fora do perimetro da base, e no final abastecê-la de mantimentos para os próximos meses. Foi intensivo mas interessante pois deu-me uma perspectiva do que é preciso numa base cientifica, toda a enorme logistica (temos de saber onde estão todos os pacotes em qualquer altura) e como todos colaboram como uma equipa.










(As despedidas| The last words...)

Foi o mesmo em Bird Island há uma semana atrás. Transportar tudo o que não era necessário para o navio e abastecer a base com comida, material cientifico e tudo o que é necessário para a base funcionar a 100% nos próximos meses. E todo este trabalho para que todos os cientistas possam trabalhar em segurança e realizar os seus estudos...pois tudo isto é por causa da ciência!

Já disse adeus a Signy Island e às maravilhosas 6 pessoas que lá ficaram. Agora, é olhar para o futuro...Ilhas Falklands, Reino Unido, Portugal...e voltar a casa com um grande sorriso!!!

Até já!










(no mar alto junto as Orcadas do Sul| In high seas offshore South Orkneys)

It was like a dream!It came like an unexpected guest, took all your attention for hours and then left just as it arrived... Signy Island is like that...a dream! I am already writing from the RRS James Clark Ross, of the British Antarctic Survey, on our way to the Falkland Islands. And after so busy 3 days, there is a sense of injustice as time flew so fast. Signy Island is part of the South Orkneys, very close to the Antarctic continent, and 3 days from Bird Island, which further north. Going to Signy Island is like going back in time. Whereas Signy Island is still covered with lots of snow and there are numerous icebergues around, at Bird Island the snow is already scarce and animals are everywhere, even if this season is a strange one. We came here to open the Signy Island research Base of the British Antarctic Survey. There will be 6 people this summer working on penguins, lichens and seals. Already said goodbye to the people that stayed there and now I am looking forward to the future, to be in the Falkland Islands, UK and going back home with a huge smile...

1 comentário:

Ana disse...

Incrível, como há sempre uma enregia fantástica nestes teus relatos... É mesmo bom, ler e por vezes reler, pequenos e grandes quotidianos nesse paraíso onde estiveste quase um ano... Continua assim Zé...a transmitir toda essa vida, seja ela em Bird Island, nas Falklands, em Cambridge, e em Portugal (por mais tempo, esperemos :))
Beijinho grande e um grande sorriso*