domingo, 14 de junho de 2009

Doutor sou eu! I am the Doctor!

A escrever a partir de Bird Island, Geórgia do Sul (Antárctica)
Writing from Bird Island, South Georgia (Antarctic)











Como somos apenas 5 cientistas aqui, temos um cozinheiro ou médico só para nós? A resposta é simples: Não! Todos nós participamos em tudo, desde cozinhar, trabalhos de gestão da base (exemplos da rotina diária de ligar ou desligar a energia, cuidar dos motores) e até sermos médicos. Daí ser necessário tirar uma serie de cursos de urgência médica, de socorro em situações extremas, segurança no trabalho, de motores,...de modo a acontecer alguma coisa, qualquer um de nós pode resolver a situação. É que o hospital mais próximo está a mais de 1000 km de distância...


















(Ewan a ver o ritmo cardiaco de Dave| Ewan checking heart rate of Dave for practise)


Este mês tivemos várias experiências associadas a isso: O Ewan teve uma dor de dentes. Todos nós na base esfregamos as mãos de contentes...vamos finalmente aplicar alguns dos nossos conhecimentos de dentista! A eleita desta vez foi a Stacey (que estuda pinguins) e todos ajudamos...

















(A dentista Stacey e os dentistas auxiliares| Dentist Stacey and the rest of the dental team)


O Dave (o técnico responsável pela manutenção da base, ao nível de engenharia mecânica, motores e afins) precisou de uma injecção umas poucas de vezes...e aí todos nós na base tivemos o privilégio de lhe dar uma picada!
















(Ewan, Dave e Stacey com a seringa| Ewan, Dave and Stacey with the needle ready to go!)


E cozinhar cabe a cada um de nós uma vez de 5 em 5 dias (se fossemos 6 pessoas seria de 6 em 6 dias...). A limpeza da base é todas as Sextas-feiras e temos uma tarefa diferente todas as semanas, desde cuidar do laboratório a lavar as cortinas dos chuveiros, desde de limpar a cozinha até varrer o chão...toda a gente tem a sua tarefa. Quem cozinhar nos Sábados, tem de fazer 3 pratos, com soupa, prato principal e sobremesa...e neste dia fazemos um esforço para passarmos a noite a conversar pois nos outros dias alguns de nós tem ainda coisas para fazer (como eu, que muitas vezes tenho de voltar ao laboratório para acabar amostras). Eu já cozinhei várias coisas tipicamente portuguesas, como bife na brasa com batatas fritas, peixe no forno, soupa de abóbora... mesmo que a variedade de produtos não seja tão grande como estivessemos no supermercado, sempre dá para algumas aventuras culinárias.


In a research base of 5 scientists, do you think we have a dentist and a medical doctor with us? Unfortunately not! All of us on base do everythnig, that is why we have to do numerous courses before coming to the Antarctic...because the next hospital is more than a 1000 km away. This month Ewan had a small dental probalem easily solved by the "dentist" Stacey, Dave got his heart rate evaluated and his bottom got a vaccine (all of us had a go:))))). And we also cook...every 5 days, one of us cooks...the choices are endless!!!

3 comentários:

Lygia Maria Couceiro Braga disse...

Olá José,

Mais uma vez cá estamos ós a aprender coisas novas e muito importantes.

Uma das coisas que ficamos a saber neste "Diário de Bordo" é que ser cientista não é fácil, quando nos deslocamos para paragens longínquas, e que é preciso estar-se preparado para além das nossas competências habituais.

É bom sabermos disto. por vezes tem-se a ilusão de que tudo está previsto e vai acontecendo à medida das necessidades, sem que seja preciso fazer nada. Na verdade não é assim. É preciso ser-se mestre de vários ofícios.

Curiosissima a descrição dos vários tipos de neve. Para nós, que mal a vemos, é tudo neve e pronto...

Continuação de bom trablho e com muitos dias bonitos.

Continuarei a acompanhar.

Beijos,

Lygia

Paulo Jorge Freitas Gomes Silva disse...

Olá José,

gostei muito deste testemunho.

Há coisas que não pensamos relativamente há vida de um investigador científico nas regiões polares.

Achei fantástico os aspectos da medicina e até da cozinha.

as fotografias estão espectaculares.

Um grande abraço.

Cumprimentos especiais dos alunos de Cacela, que têm uma especial admiração pela ciência polar.

Paulo Silva

Jose Xavier disse...

Obrigado Lygia e Paulo pelas bonitas palavras!!!!

Beijinhos e abraços

José